29 de agosto de 2010

Sonho meu

Digo sentir saudade de ti, mas é muito mais que isso. É saudade de te ver, conversar com você, sentir o teu abraço - aliás, você tem o melhor abraço do mundo que eu já senti até hoje - saudade daquele beijo na testa na hora da despedida, saudade da sua risada da minha cara de "hã?", saudade do seu jeito engraçadinho de falar, saudade até de dançar contigo, mesmo sabendo que você não leva jeito algum pra isso.

Mas existem vontades também, vontades que no fim das contas é uma só. Ter você. Ter seu sorriso, ter seu beijo, ter seu jeito, ter seus defeitos, ter sua atenção, ter seu carinho, ter sua voz no telefone depois daquele dia estressante de trabalho. Me pego te querendo sempre, mesmo sabendo que pode ser egoísmo meu, caso te conte isso.

Infelizmente, a vida nos levou para caminhos diferentes, e pelo fato de nos encontrarmos sempre no meio desses caminhos, talvez seja a vida nos mostrando mais uma vez que deveríamos lutar um pelo outro. Só que eu tenho medo de abrir meu coração de verdade, de te mostrar tudo isso que guardo só pra mim. Medo de me descobrir mais que apaixonada, te amando.

Não dá pra negar que você me faz bem, que me sinto bem com você, quem passa vê a minha alegria nos olhos, no sorriso ou no jeito tímido e sem graça. Sinto que estou pegando fogo por dentro com vergonha de você, sei das minhas bochechas vermelhas. Não precisa debochar.

Ah, como sinto sua falta! Ah, como te quero comigo!

14 de agosto de 2010

Me arrependo

Eu queria provar só um pouquinho do seu amor e de tudo aquilo que você dá pra ela.

Queria que fosse comigo que você implicasse só pra fazer charme.
Queria que fosse os meus olhos que os seus encontrassem quando estivessem procurando abrigo.
Queria poder te chamar de meu amor e que você fosse realmente o meu amor.
Queria poder te irritar só pra te encher de mimos e ver seu sorriso mesmo cheio de raiva.
Queria um abraço seu só pra eu me sentir bem, porque você me faz bem.
Queria te ligar e te acordar no meio da madrugada só pra ouvir sua voz de sono.

Eu queria também que não fosse real tudo isso que sinto aqui dentro por você, assim meu bem, eu não lembraria do meu arrependimento de não ter deixado você chegar em mim toda vez que te vejo.