27 de janeiro de 2011

Não passa de um ciclo vicioso

não amo ninguém e é só amor que eu respiro (8)

Parece que meu coração virou uma pedra de gelo, não que eu ligue, não, não, dói menos, me iludo menos, não quero dizer que isso não aconteça, pois o gelo derrete às vezes, e quando o tal do amor cisma de dar o ar da graça, ele vem bonito, vem flores, vem doce, vem sorrisos, vem fogo. E permanece assim, até que ele resolve partir e fazer chorar mais uma vez esse coitado que deixou de ser pedra pra abrigar tanta coisa linda que faz um bem danado. O coração volta a ser gélido e assim vai sendo até que o friozinho na barriga volta a dar as caras...

25 de janeiro de 2011

Aonde vai chegar

Engraçado a forma de como os dias tão azuis passaram a ser cinzas de repente. Tudo que era bonito, morreu. Tudo que tinha sorrisos parece tão deprimente agora. Encontro pessoas que em outros tempos faria cócegas do lado de dentro e hoje já não significam nada, não sinto nada. Coisas bonitas e fofinhas não me encantam. Queria poder ter a certeza de que isso vai passar, mas não vai.