14 de outubro de 2012

Foi isso


Foi bonito, mas já foi, não é mais. Sorte minha ter boas lembranças, sorrisos que se completaram, olhares que se encaixaram, conversas que eu guardo aqui, no que a gente foi.

Foi amor, foi de verdade e, quem sabe, vai ser sempre. Mas daqueles amores que são pra virar histórias. Desses que ensinam a se doar por inteiro pra alguém, mas quando acaba, temos que pegar tudinho de volta. Deixar nada lá, porque um dia esse pedaço vai fazer falta e o perigo mora onde pode ser confundido e resultar em tentativas de retomar um relacionamento que não existe mais. Pegue suas malas e leve o que ficou de você também, não quero, não preciso.

Foi tudo que eu sempre quis, mas eu mudei, você mudou. E o que éramos foi junto. Não vou esquecer o que nós fomos, nem vou tentar, eu prometo com os dedos cruzados. Só que hoje eu quero mais, quero outros, quero o diferente. Quero que o universo caiba inteirinho nessas minhas vontades. E quero isso amanhã também e depois, e mais quantos depois existirem.

A vida, meu bem, essa é lindona que chega a doer. Mas não se preocupe não, dói de uma forma boa e gostosa. Busque isso também, deixa chegar o que te faz sorrir da melhor forma. Coisas lindas que estão por vir, pessoas pra encontrar, pra acontecer, pra permanecer, ou não. Abro a janela, vejo esse azul gigante, tentador de tão delícia que é, vou lá me lambuzar nisso tudo, vou junto com os pássaros. V-O-A-R.