2 de junho de 2016

Você fica?

Se o feijão ficar duro e o arroz sem sal
Se eu dormir antes de você
Se você tiver que acordar todos os dias cedo e me levar no ponto
Se eu me assustar um pouco com o funcionamento da máquina de lavar
Se eu for um pouco desastrada
Se meu raciocínio for um pouco lento e você precisar me explicar umas três vezes ou mais

Meu bem, você fica?

Se eu tiver um cadinho de ciúmes
Se eu quiser você só pra mim
Se eu grudar tanto em você

Você fica?

Se eu deixar de colocar açúcar no suco
Se eu colocar mais café que leite no seu copo ou se eu esquentar o leite
Se por acaso e esquecimento eu deixar as luzes da casa acesas
Se você perceber que eu preciso mesmo de você na minha vida
Se eu não conseguir dormir sem você
Se eu não conseguir dormir sem estar completamente entrelaçada a você

Meu bem, você fica?

Te prometo beijinhos em cada chegada sua, carinhos em público e na hora de deitar
Ser sua mais fiel parceira e amante mais entregue
Te prometo tentar cozinhar, deixar a casa aconchegante pra nós
E caso eu não leve jeito, deixar que contrate alguém
Te prometo que vou cuidar de você, te acompanhar nos jogos do seu Botafogo
E não ligar muito quando preferir ir sozinho
Te prometo que vou buscar sempre a nossa felicidade e tantas outras coisas boas
Te prometo que vamos pedalar na orla de Icaraí
Comer aquela pizza na Cantareira
E também aquele hámburguer húngaro
Mesmo que eu esteja sempre de dieta
Te prometo não te deixar dormir sem antes fazer as pazes depois de alguma briga boba

Meu bem, você ficar se eu te contar que é o você o amor da minha vida
Que sou louca por você
E sempre serei?

Você fica?