6 de julho de 2016

Imperativo

gosto de poder controlar tudo sim, é meu defeito, infelizmente tenho alguns, mas espero que saiba lidar com eles, saiba cuidar de mim quando eu mais preciso, porque sim, são quando nossos defeitos transparecem que mais precisamos de alguém que diga "eu estou contigo". espero que possa me segurar quando o meu mundo parecer desabar. desejo profundamente que queira secar minhas lágrimas quando em desespero eu não souber cessa-las. peço que me desarme quando estiver brava e me faça dar aquelas gargalhadas gostosas que só você sabe arrancar de mim. quero que seja a calmaria quando tudo aqui dentro estiver em completa desordem. e está. insista em nós, insista no nosso amor, insista nas coisas mais lindas que despertamos um no outro. me acorde numa noite qualquer às 2:30h da madrugada pra fazer amor. me chame de sua repetidamente e diga que é tão meu também. faça um dengo e traga chocolates quando a tpm chegar, porque por mais que eu pareça forte, sou sim uma menina que às vezes só quer um mimo. faça comigo todas as suas vontades, sou sua amiga e companheira e quero estar com você. desculpa sufocar. não me deixe sozinha nas noites frias. nem nas quentes. faça um nescau pra mim numa tarde qualquer. falte um dia no trabalho e me leve pra um lugar diferente, faça surpresas. não deixe morrer o que há de mais bonito em mim. me traz de volta quando eu estiver indo por um caminho que não seja de amor, não me deixe ir, me faça ficar. me ame todos os dias como se o amanhã fosse incerto. olhe pra mim como se fosse o primeiro encontro, a primeira chegada, a primeira vez que me viu depois que soube estar mais que apaixonado. torne ainda mais azul os nossos dias, azul céu e que este seja o limite do nosso amor, a imensidão do céu. demonstre a insatisfação com o que incomoda, eu te peço, eu quero acertar. deixe todos os dias o beijo na minha testa quando sair pra trabalhar antes de mim, e deixe de preguiça, faça o café. me proteja de mim quando as neuras baterem, quando o ciúme cegar e a curiosidade apertar. diga que sou o seu amor, sua rainha, seu bem, diga muito, diga sempre. segura forte a minha mão. continue sendo o meu lar e fazendo morada em mim. me ensina o que não sei e tenha paciência com o que for difícil pra mim. vamos amar baixinho, tão baixinho que só seja audível pra nós dois, uma melodia leve e que seja aconchego.

5 de julho de 2016

Quem sabe?

Talvez eu tenha medo
Talvez eu tenha vontade
Talvez eu tenha coragem
Talvez a solidão doa
Talvez o amor cure
Talvez os laços virem nós
Talvez fique mais azul
Talvez seja mais difícil do que parece
Talvez a gente tenha que se adaptar
Talvez a gente tenha que fazer escolhas
Talvez esteja certo
Talvez esteja errado
Talvez seja aprendizado
Talvez eu amadureça
Talvez o coração endureça
Talvez a fé vá embora
Talvez eu fique mais forte que nunca
Talvez seja dúvida
Talvez a certeza venha logo
Talvez seja prioridade
Talvez importe
Talvez seja tudo
Ou nada